Destaque Geral

HUT realiza ações educativas em alusão ao Maio Amarelo

Com o intuito de sensibilizar seus pacientes, acompanhantes e servidores sobre prevenção de acidentes de trânsito, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) realizou durante toda a manhã desta quarta-feira (14) ações educativas em alusão ao Maio Amarelo. Em parceria com a Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF), Superintendência Municipal de Transportes de Trânsitos (STRANS) e Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) foram realizadas palestras e blitzen educativas, distribuição de panfletos informativos e lacinhos amarelos, símbolo da campanha.

Josélia Carvalho, assistente social do HUT, coordenou a campanha no hospital e falou da importância de se realizar ações como essa. “Por ser um hospital de urgência e emergência, nós atendemos a maior demanda de vítimas de acidentes de trânsito, não só da capital, mas também pacientes de outras cidades do estado do Piauí e Estados vizinhos. Temos uma demanda bem significativa envolvendo vítimas de acidente de trânsito, portanto ter acesso a essas informações de como prevenir, pode no futuro ajudar a diminuir esses números. Educação no trânsito é essencial e fundamental na vida de todos nós”, destacou Josélia.

Daniel Veras, inspetor da Polícia Rodoviária Federal, explicou o porquê do HUT fazer parte da campanha Maio Amarelo. “A gente sabe que mais de 80% das pessoas vítimas de acidentes de trânsito atendidas no HUT foram acidentes envolvendo motocicleta. Nossa ação é direcionada, principalmente, para esse público. Existe uma campanha mundial onde todos os órgãos se juntam, e nós da Polícia Rodoviária Federal estamos aqui para sensibilizar nossa população e contribuir para reforçar a necessidade de se obedecer as leis de trânsito”, disse o inspetor.

Samyra Motta, gerente de educação no trânsito da STRANS, explica que essas informações precisam ser repassadas para que as pessoas tenham uma postura melhor no trânsito. “Nada melhor do que estar aqui conversando com todos para que adotem uma postura melhor no trânsito e não precisem voltar aqui outra vez. Um dos fatores de riscos que a gente trabalha mais é alta velocidade, pois agravam e muito o acidente no trânsito. Outro fator preocupante é a combinação de bebida alcoólica e direção, pois a pessoa perde a noção de tempo e espaço”, explicou Samyra.

Lucas da Silva, 29 anos, trabalha como mototaxista e está internado no HUT após ter sofrido um acidente de trânsito a poucos metros de sua casa. “Eu estava saindo de casa, a poucos metros, um cara veio em minha direção e colidiu de frente comigo. Ele estava embriagado, na contramão e a moto com o farol apagado. Tive fratura exposta na perna. Já passei por cirurgia e agora é esperar ter condição de alta” disse o paciente.

No primeiro trimestre desse ano, o HUT atendeu 3.231 vítimas de acidente de trânsito, destas 2.734 foram vítimas envolvendo motocicletas, o que corresponde a 85% do total de acidentes. Os demais foram 327 atropelamentos, 136 vítimas de acidentes de carro e 34 com outros veículos. Durante todo o ano de 2018, o HUT atendeu 10.631 casos de acidentes de trânsito.

O ‘Maio Amarelo’ é uma campanha intitulada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de reduzir os acidentes de trânsito. Este ano, em sua 6ª edição a campanha traz o tema “No trânsito, o sentido é a vida”, aprovado pelo Conselho Nacional de Trânsito e recomendado na Resolução nº 771, de 28 de fevereiro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *